Automobilismo

WWE

Copa do Brasil

Postagens Recentes

DAKAR DIA TRÊS

13:27:00 Adicionar Comentários
Foto: Charly Lopez/Fotop/ASO



3ª ETAPA – SAN JUAN DE MARCONA – AREQUIPA
          Trecho de especial: 331 km
          Deslocamentos: 467 km
          Trecho total: 798 km
            O terceiro dia do Rally Dakar trouxe mudanças na liderança acidente na prova de moto e abandonos.

            FOCO

            Arequipa, a segunda cidade mais populosa do Peru, situa-se no pé do vulcão Misti e embora o especial tenha ocorrido em outro lugar, o Dakar viu uma erupção virar as várias classificações em suas cabeças.
             Hoje, os competidores correram para o norte, nas áreas de Duna Grande e Duna Argentina, perto de San Juan de Marcona, antes de subir mais de 2.000 metros na região de Cobrepampa Posteriormente, colocam as habilidades de manuseio em teste na terceira parte do palco, que alternava entre trechos rápidos e as dunas de Acarí.

OS ESSENCIAIS

             Xavier de Soultrait bateu as probabilidades depois de dois dias difíceis e transformou a diferença de seus adversários em  vantagem, sobre o desempenho magistral durante o estágio diabólico de hoje. O piloto da Yamaha derrotou Pablo Quintanilla por um fio para conquistar sua primeira vitória no Dakar, com o chileno assumindo a liderança por uma margem confortável.
            A classificação do carro também sofreu algumas mudanças, com Giniel De Villiers e Carlos Sainz enfrentando problemas.
            Stéphane Peterhansel, por outro lado, subiu para a sua 42ª vitória no Dakar, com o vice-campeão Nasser Al-Attiyah assumindo a liderança geral. O vencedor de ontem, Sébastien Loeb, terminou mais de 42 minutos atrás. Enquanto isso, na categoria SxS, Gerard Farrés se envolveu com seu novo veículo e conquistou sua primeira vitória na classe, batendo seu ex-rival de motos e novo líder global "Chaleco" López. Enquanto isso, Jeremías González Ferioli terminou a frente de Nicolás Cavigliasso e venceu na categoria quadríciclo e conquistou seu primeiro triunfo este ano antes de sua compatriota, que, no entanto, mantém uma vantagem confortável. A classificação geral também permaneceu inalterada na categoria de caminhões, apesar dos melhores esforços do campeão de 2014, Andrey Karginov, que venceu com facilidade Federico Villagra

DESEMPENHO DO DIA

            Aron Domżała, o novato polonês está aprendendo muitas coisas rapidamente e sem cometer erros. O piloto de 29 anos da Toyota está no top 10 no geral (melhor novato) após seu oitavo lugar no estágio para Arequipa. Vale a pena ficar de olho Domżała para o resto do rally… e os anos que virão!

UM GOLPE ESMAGADOR

            Joan Barreda tem uma impressionante variedade de vitórias no palco do Dakar, mas a única coisa que ele adicionou à sua coleção hoje, dois dias depois de conquistar seu 23º especial, foi outra calamidade. Ele já havia sofrido ferimentos, problemas mecânicos e erros de navegação, mas desta vez ele encontrou um revés inteiramente diferente em km 143. O espanhol mergulhou uma descida íngreme e ficou preso no fundo de uma bacia sem ser capaz de tirar sua Honda.
            Depois de procurar em vão por uma saída, o líder global até então, desistiu e pediu um helicóptero para evacuá-lo. É a quarta vez em nove partidas de Dakar que ele não conseguiu terminar o rali.





Release imprensa Rally Dakar

Flamengo colhe os merecidos frutos após anos pagando as contas

01:25:00 Adicionar Comentários
(Foto: Reprodução/ Twitter)

Desde a entrada de Eduardo Bandeira de Mello, em 2013, o Flamengo passou a - finalmente - se estruturar. Após décadas comprando sem pagar, devendo meses e meses de salários, sendo chacota entre jogadores, dirigentes, jornalistas e torcedores de outros clubes, o Rubro-Negro começou a colocar a casa em ordem.


Foi duro, muito duro, no começo. Uma das primeiras medidas da nova diretoria foi estabelecer um teto salarial bem abaixo do que era praticado até o ano anterior e isso acarretou na saída de Vágner Love, querido pelos torcedores. Excetuando o volante Elias, que veio de uma passagem por Portugal mas havia se destacado no Corinthians, e Carlos Eduardo, que acabou sendo um fracasso, nenhuma contratação de nível foi feita até 2015.


No meio do ano em questão, o Rubro-Negro começou a mostrar que havia começado uma guinada na postura. Ao acertar com Paolo Guerrero, ídolo do Corinthians, a direção teve seu primeiro grande de peso para provar que as contas estavam em dia. Apesar de contestações pelo país, perguntando como o Flamengo pagaria os salários do peruano, a equipe da Gávea honrou tudo em dia, e seguiu a sua melhora financeira, aumentando os investimentos, e diminuindo as dívidas.


E seguiu assim no ano seguinte, novamente na janela da metade da temporada, quando contratou o meia Diego Ribas. Ambos, no entanto, foram contratados sem custos com os seus respectivos clubes. Essa história começou a mudar em 2017, quando foram gastos 6 milhões de euros na chegada de Éverton Ribeiro. Esse valor fez a negociação ser, até então, a mais cara da história do clube.


Em 2018, o Flamengo foi ainda mais ousado e gastou 10 milhões de euros para contratar Vitinho, junto ao CSKA, da Rússia. Porém, nesses anos, o clube também vendeu duas grandes joias para o futebol europeu: Vinicius Júnior, que custou 45 milhões de euros ao Real Madrid, e Lucas Paquetá, que foi vendido por 35 milhões de euros ao Milan.


A venda do meia, que deixou a equipe em dezembro, colocou o Rubro-Negro em uma ótima situação financeira para essa janela de janeiro, e a nova diretoria - capitaneada por Rodolfo Landim - soube aproveitar para dar o passo à frente. Com as chegadas de Gabigol e Arrascaeta, o clube da Gávea mostra que está sedento por títulos e deixa um recado claro aos adversários: se vacilarem, o Flamengo vai buscar seus jogadores.


Foi assim com o jogador uruguaio: atolado em dívidas e devendo para vários clubes, o Cruzeiro perdeu seu poder de fogo na negociação de Arrascaeta e, graças também ao desejo do jogador (que errou feio ao faltar nos treinamentos), teve que negociar o jogador com a equipe carioca por 15 milhões de euros, valor abaixo do que a equipe celeste pretendia vender o meia, mas ainda assim o suficiente para ser a maior compra da história do futebol brasileiro.


O torcedor rubro-negro merece viver esse momento especial na história do clube, pois caminhou junto com a diretoria e entendeu que era preciso uma mudança para colocar o Flamengo nos trilhos. Que venham os títulos!


Por: Rafael Lisboa

Ano novo, nova filosofia no mercado

11:29:00 Adicionar Comentários

Ano novo, nova filosofia no mercado


Saudações alvinegras, amigos!

A pouco mais de dez dias da estreia na temporada 2019, os trabalhos na Cidade do Galo seguem a todo vapor para que o time comece o ano bem alinhado e preparado para as diversas competições a serem disputadas. Pensando nesse calendário mais pesado do que em seu primeiro ano de trabalho, a diretoria atleticana foi cedo ao mercado e, diferente de outras temporadas, priorizou reforços para o setor defensivo, que historicamente é o grande problema do Galo na busca de grandes conquistas.
Até o momento, o nosso eterno ídolo “Olê, Marques” vem fazendo um trabalho bastante interessante desde que assumiu o cargo no final de outubro passado e, nessa janela, buscou peças pontuais para suprir algumas deficiências do nosso elenco. São 5 reforços anunciados: os zagueiros Réver e Igor Rabello, o lateral direito Guga, o volante Jair e o atacante Rafael Papagaio. Destes, apenas Jair e Papagaio não foram apresentados oficialmente. O volante depende da liberação da documentação junto ao Sport, que ainda não definiu o jogador que será escolhido do elenco atleticano a ser envolvido na negociação, o que deve se concretizar até o fim dessa semana. Já o atacante Rafael Papagaio realizou exames médicos, mas está servindo à seleção sub-20 e só será apresentado após a participação brasileira no Sul-americano da categoria.

O primeiro reforço apresentado na Cidade do Galo é um velho conhecido da massa atleticana. O nosso Capitão América Réver está de volta após 4 anos longe de casa. Dono de um currículo invejável, o zagueiro, de 34 anos, chegou ao Atlético em outubro de 2010 e formou, a partir de 2011, junto com Léo Silva, uma dupla de zaga das mais marcantes da nossa história. Juntos, as torres gêmeas ajudaram o Galo a levantar, entre outros títulos, os troféus de campeão da Libertadores da América em 2013, da Copa do Brasil e da Recopa Sul-americana em 2014. Pelo Atlético são 177 jogos e 22 gols. Réver chega para assumir um lugar no time titular. Com a aposentadoria de Léo Silva, programada para o fim do Campeonato Mineiro, precisaremos de experiência e segurança para o restante da temporada e Réver chega para ser o xerife da nossa defesa nesse ano bastante importante, com a volta da disputa da Libertadores. Apesar de seu último ano não ter sido de grande destaque, Réver ainda é um dos melhores zagueiros do país e seu retorno será fundamental nesse fortalecimento do elenco atleticano. O contrato dele terá duração de 3 anos.

Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press

Outra peça para o miolo de zaga que chegou nessa temporada foi o zagueiro Igor Rabello. Numa negociação que girou em torno de R$ 13 milhões e envolveu a ida por empréstimo do também zagueiro Gabriel ao clube da estrela solitária, Rabello, de apenas 23 anos, assinou um contrato de 4 temporadas com o Galo e apesar da pouca idade, vem com toda expectativa de formar a dupla titular com Réver. Jovem promissor das categorias de base do Fluminense, se profissionalizou no Botafogo, chegou a ser emprestado ao Náutico, mas voltou e assumiu papel importante no time, inclusive revezando a faixa de capitão com Joel Carli. Em 111 jogos pelo Botafogo, Rabello tem 6 gols. Com seus 1,91m, ele tem como pontos fortes a boa colocação na área e uma ótima impulsão. Atua preferencialmente do lado esquerdo da defesa, então a princípio sua disputa pela vaga será com Iago Maidana, que ainda vive a expectativa de ser negociado com o futebol italiano. Com seis nomes para a defesa (Réver, Léo, Maidana, Rabello, Matheus Stockl e Martin Rea), alinhado com um bom trabalho no esquema defensivo, a esperança de um ano mais seguro para nós, atleticanos, aumenta.

Foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A. Press

Outra jovem aposta atleticana nesse mercado foi na contratação do lateral direito Guga, que defendeu o Avaí na disputa da série B em 2018. O jovem de 20 anos, foi eleito revelação do campeonato catarinense e foi um dos destaques do Avaí no ano. Com três gols e três assistências, Guga foi um dos responsáveis pela campanha de acesso do clube catarinense em 2018 à série A do Brasileiro. Bastante forte na bola parada, com ótimo apoio e cruzamentos precisos, o lateral chega com um contrato de 5 anos e disputará vaga com Emerson, podendo até mesmo assumir a posição, visto que o atual dono da lateral é constantemente convocado para a seleção sub-20 (inclusive, desfalca o Galo no começo da temporada por estar disputando o Sul-americano) e está bastante valorizado, com diversas propostas chegando e sua permanência não é certa no elenco. De qualquer modo, é um grande salto de qualidade no grupo, já que hoje o reserva imediato da lateral, Patric, apesar de ter seu contrato renovado novamente, ainda é contestado por muitos.

Foto: Bruno Cantini/Atlético
Outro reforço praticamente certo é o do volante Jair, de 24 anos. O jogador ainda depende da liberação de seus documentos junto ao Sport, que busca definir o jogador alvinegro que será incluído na transferência. Primeiramente, o clube pernambucano demonstrou interesse no meia Dodô, porém a jovem promessa optou em continuar no Fortaleza, onde se destacou no ano passado. Outro jogador que interessaria ao Sport seria o zagueiro Nathan, que em 2018 esteve emprestado à Ponte Preta e atuou como volante, mas deve continuar no time de Campinas para a próxima temporada. Informações dão conta de que até a próxima sexta-feira, 12, o imbróglio terá uma definição e o jogador será apresentado. Muito veloz, com ótimo passe e tranquilidade na saída de bola, Jair chega para fortalecer o meio campo do Galo. Com Adilson tendo uma temporada abaixo da média por conta de lesões e Blanco fora há bastante tempo devido a grave lesão no joelho, apenas José Welison foi opção recorrente durante o segundo semestre. Com uma pré-temporada bem-feita, teremos grandes peças para deixar, enfim, nosso sistema defensivo equilibrado, dando tranquilidade ao restante do time para buscar grandes coisas. Levir Culpi terá uma boa dor de cabeça para montar esse meio, podendo também variar jogadores e esquemas de acordo com o adversário.

Foto: Flickr/Sport

O último reforço alvinegro anunciado até aqui é do promissor atacante das categorias de base do Palmeiras, Rafael Papagaio. O jovem de 19 anos, chega por empréstimo de 1 ano com passe fixado e um contrato com cláusula de liberação caso haja proposta do futebol internacional, mas também resguardado de uma porcentagem de vitrine, um pouco parecido com o ocorrido com Roger Guedes na temporada passada. Papagaio virá para fazer sombra ao veterano Ricardo Oliveira, revezando com nossa aposta da base, Alerrandro. A exemplo de Emerson, Papagaio também disputa o Sul-americano pela seleção sub-20 e só deve se apresentar com o elenco alvinegro no final de janeiro.

Foto: Divulgação/Palmeiras

Até aqui são poucas contratações, porém pontuais. Muito se fala que possuímos deficiências ainda no elenco. Lateral esquerda, camisa 10 e um velocista no ataque são as posições mais pedidas pela torcida. Dessas, na minha opinião, a de mais urgência é a de velocista. Hoje no elenco temos apenas Yimmi Chará como opção de velocidade pelos lados. Luan, outrora, já foi bastante importante nessa função, porém sua condição física não o permite manter o nível forçando durante todo o jogo como deve ser para quem joga ali. Como um coringa no time ainda pode ser útil, porém precisamos sim de algum nome para dividir essa responsabilidade com o colombiano. Nas duas outras questões, eu aguardaria até o meio do ano. Nesse tempo apostaria com mais ênfase em Bruninho no meio e Hulk na lateral. O estadual serve para isso. Testes, laboratório, lançar jogadores novos, dar espaço a nossas promessas. Acredito que dando rodagem em campo, confiança, principalmente a esses dois, teremos muitas alegrias com eles no time ao final do ano. Sabemos das limitações de Fábio Santos na marcação e da inconstância do nosso craque Cazares, porém confio que nossos garotos, com um pouco mais de tempo em campo e apoio da torcida, conseguirão assumir um lugar de destaque no elenco, podendo ser os reservas imediatos sem maiores preocupações. Mas, se mesmo assim, não houver resposta positiva, na parada para a Copa América, buscaria reforços para essas posições, já que quando voltarmos às competições, o calendário irá apertar bastante e precisaremos de elenco alinhado se quisermos grandes conquistas ao fim de 2019.

No mais, esse período de especulação aumenta e muito a esperança de grandes nomes e pode pintar ainda uma ou outra contratação de peso. No momento, o que temos são esses e já uma grande melhora de qualidade. É acreditar até o fim porque o atleticano nunca entrega os pontos.

#AquiÉGalo

Rodrigo Ricoy Santiago


Fortaleza segue em preparação para estreia na Copa do Nordeste

Fortaleza segue em preparação para estreia na Copa do Nordeste

20:52:00 Adicionar Comentários
O Fortaleza estreia na próxima terça-feira (15) na temporada 2019. O Leão vai até o Recife para encarar o Náutico no estádio dos Aflitos, em partida válida pela primeira rodada da Copa do Nordeste. Enquanto isso, o elenco tricolor intensifica o trabalho de olho no confronto.

Sob o comando de Rogério Ceni, os jogadores do Fortaleza realizaram um treino tático na tarde de hoje (9) no CT Ribamar Bezerra. Na atividade, o técnico do Leão esboçou a equipe que pode entrar em campo na próxima terça com Marcelo Boeck; Tinga, Roger Carvalho, Sérgio e Carlinhos; Felipe, Lucas e Edinho; Bruno Mota, Júnior Santos e Edson.

Elenco do Fortaleza treina no CT Ribamar Bezerra (Foto: Leonardo Moreira/Fortaleza EC)
Apesar de o trabalho estar em andamento, Rogério Ceni ainda não conta com Matheus Alessandro, que deve brigar pela titularidade. O treinador ainda espera por mais reforços. O diretor de futebol, Daniel de Paula Pessoa, garantiu, em entrevista coletiva, que serão anunciadas novas contratações até o final desta semana.

"Ainda chegarão mais reforços. Vão chegar zagueiros, volantes e meias".

DeMar DeRozan, a lei do ex, e uma temporada arrasadora! O primeiro triple double da carreira a gente nunca esquece.

20:27:00 Adicionar Comentários


2019 começou de maneira espetacular para o camisa 10 do San Antonio Spurs! Na última quinta feira, dia três, houve o reencontro entre as franquias que trocaram seus alas-amadores.
O jogo foi no Texas, no AT&T Center, ginásio do Spurs. E como era esperado a recepção por Kawhii Leonard foi a pior possível, a atmosfera estava fantástica e foi um fator muito relevante para a vitória avassaladora do time da casa sobre o número 1 da conferência leste.
Raptors e Spurs Fizeram um jogo incrível, a equipe da costa oeste aproveitava cada posse de bola. Forbes e Mills tiveram bons arremessos do perímetro e a distribuição dos pontos mostra como funcionou perfeitamente o jogo coletivo do San Antonio nessa noite. Kawhii teve um jogo abaixo da média. Com 21 pontos e 5 assistência. O nome da noite foi, o ex Toronto Raptors. O impossível, DeMar DeRozan!
Logo aos 4 minutos do primeiro quarto, o camisa 10 da franquia texana mostrou seu talento em uma enterrada brutal, a partir dali o time comandou o jogo. Fechando o primeiro quarto em 38x19, o time canadense tentou uma reação no segundo quarto, mas não foi suficiente. Nos dois últimos quartos do jogo seguiu a força do Spurs, com mais de 5 jogadores com mais de 12 pontos e pelo menos 3 assistências!
A chave de ouro para esta noite perfeita no AT&T, foi o triple double anotado pelo monstro em quadra! DeRozan marcou 21 pontos, pegou 14 rebotes e teve insanas 11 assistências! Colocando no bolso o seu antigo time.
O jogo acabou com o placar 125 x 107 para o Spurs! O primeiro triplo duplo da carreira do jogador foi o fato histórico que pontuou a linda noite que colocou a equipe de Texas na zona de classificação para os playoffs!

Saudações tricolores, Jean Velho.

Dakar dia 2

19:44:00 Adicionar Comentários

       
Foto: World / ASO / Charly López - Rally Dakar 2019

       O Rally Dakar chega ao seu segundo dia de competições e junto dele nomes conhecidos começam a se destacar.

FOCO

            O segundo estágio mais longo do rally variou em aspecto, com uma alternação de dunas, trilhas arenosas e poções de praias. Depois de passarem pelas dificuldades das dunas de Ica, os pilotos e copilotos, seguiram para o Oceano Pacífico, pela costa por cem quilômetros, passando por pequenas dunas e praias arenosas. Uma seção mais rápida em direção ao norte foi perfeitamente utilizada por Sébastien Loeb, que conseguiu manter o ritmo suficiente nos últimos 50 quilômetros pelas dunas de Ocucaje, pouco antes da linha de chegada do especial.

OS ESSENCIAIS

            Depois de cautela no dia anterior, Sébastien Loeb soltou seu talento para deixar o leão em seu Peugeot 3008 rugir nesta terça-feira no especial em San Juan de Marcona. O homem da Alsácia não cometeu o menor erro e resistiu ao incrível retorno de Nani Roma, que foi cronometrado a apenas 8 segundos atrás de Loeb na linha de chegada.
            Em quarto lugar, Giniel de Villiers assumiu o comando da classificação geral em que Stéphane Peterhansel despencou depois de perder quase vinte minutos preso em uma duna.
            Matthias Walkner também pode adicionar uma vitória a sua contagem. O austríaco foi fiel ao seu papel como titular e bater Ricky Brabec por apenas vinte e dois segundos, no final de um duelo soberbo entre os dois homens ao longo do palco. Joan Barreda ainda lidera a classificação geral. Na corrida a mesma classificação é fortemente dominada por Nicolás Cavigliasso graças ao segundo piloto argentino com vitórias em etapas sucessivas.
             Na corrida de caminhões, também houve duas vitórias consecutivas, como Eduard Nikolaev triunfando novamente ao volante de seu Kamaz.

DESEMPENHO DO DIA

            Para o seu segundo Dakar depois de uma impressionante exibição em 2016 e um excelente resultado no top 10, Harry hoje mostrou que ele possui talento puro. O inglês levou tempo para voltar ao seu melhor nível após uma lesão no pescoço no final de 2016, mas hoje demonstrou que ele sabe perfeitamente como lidar com o Peugeot 3008 DKR Maxi confiada a ele este ano como colega de equipa de Sébastien Loeb.
            Harry está em nono lugar na primeira fase antes de melhorar para terminar na sétima posição no primeiro grande teste do ano Dakar. O fabricante de carros Peugeot deixou o evento, mas dois de seus carros antigos ainda no top 10.

UM GOLPE ESMAGADOR

            Com o sétimo lugar de Adrien Van Beveren, nove minutos atrás do vencedor, e a decima segunda posição conquistada por Xavier de Soultrait, dezesseis minutos atrás de Walkner, o clã Yamaha tem pouco a sorrir. Ambos os homens ainda não pareciam capazes de acompanhar o ritmo imposto pela Honda e KTM. No momento, eles estão longe de alcançar seus objetivos.
            O dano na classificação geral, já é significativa e os dois franceses estarão dispostos a inverter a tendência de amanhã, nas dunas ao redor de Acari.

Release assessoria Rally Dakar

Precisamos (e muito) falar sobre Walter Montoya. Versatilidade, raça e instabilidade, e o que se esperar do argentino para 2019

17:48:00 Adicionar Comentários


Montoya em ação pelo Rosario Central.
O argentino Walter Montoya, é o terceiro, e por enquanto tido como o principal reforço tricolor, o meio-campista, é a aposta para a temporada que se inicia.  Vindo do Cruz Azul, do México por empréstimo, por uma temporada, com opção de compra com passe fixado ao final do contrato, Montoya foi um dos destaques do Rosario Central de 2016, que eliminou o próprio Grêmio daquela Libertadores, onde chegaria até as semifinais.

Walter Montoya, ou Montoya, como é mais conhecido, iniciou sua carreira no próprio Rosario Central, onde teve sua melhor fase, sendo um dos pilares do time de Eduardo Coudet, também passou por Sevilla, e Cruz Azul, não repetindo o mesmo sucesso da época do time rosarino, inclusive tendo uma saída conturbada do México, após polêmica com a comissão técnica.

Mesmo com o momento do meia sendo de baixa, o meia possui prestígio no mercado, tanto no México, quanto na Espanha, onde teve passagens apagadas, e na Argentina, onde fez sucesso. As duas primeiras imprensas o definem como um meio-campista veloz, de pegada, bom condutor, e finaliza bem de média e longa distância, além de possuir qualidade para criar jogadas individuais, já a imprensa argentina, destaca sua versatilidade e habilidade, mas ressalta o fator psicológico, pois dizem que ele pode se acomodar.

 Montoya possui recursos para jogar o mesmo futebol dos tempos de Rosario. Versatilidade, poder de marcação, e finalização são as principais credenciais exibidas pelo meia, que chega com a missão de substituir o multicampeão Ramiro, e reencontrar o futebol que encantou a América do Sul entre 2014 e 2017, para isso, a torcida gremista confia no técnico Renato Portaluppi, e no seu retrospecto na recuperação de jogadores.

Montoya revelou na sua apresentação, que possui preferência por um posicionamento parecido com o que atuava no futebol argentino, embora possa desempenhar outras funções. “ A verdade é que posso jogar pelo meio, ou em lados distintos, obviamente que pelo Rosario, joguei muito pelo lado direito, é meu lado favorito, fui bem por ali e estaria bom jogar por ali. Mas isso quem decide é o técnico, e estou a disposição onde ele pensa que posso servir, e tratarei de fazê-lo da melhor forma.”

Diante disso, a torcida gremista pode esperar um meia de muita qualidade e raça, que pode ser um desafogo aos volantes Maicon e Michel, na transição para o ataque, graças a sua velocidade e bom passe, e uma poderosa arma, para jogos contra equipes mais fechadas, o que foi uma dificuldade recorrente do Grêmio em 2018, pois o meia conta com uma poderosa finalização à distância, e um bom drible, assim como o Montoya do Rosario.





Mas e aí torcedor tricolor, e o que tu achaste da contratação do argentino? Comenta aí, compartilha com a gurizada, pra dar aquela moral, assim ajudando o site a crescer, também seguindo nas redes sociais.


https://twitter.com/Pedroo_Mussoi
https://instagram.com/pedromussoi_
Twitter e Facebook: VAI QUE TÔ TE VENDO

Saudações, Pedro Mussoi.

AS NOVIDADES DA FERRARI

17:05:00 Adicionar Comentários
Foto: Motorsport.com


           O ano mal começou e a Ferrari já está com novidades quentes nos bastidores. As derrotas da escuderia causaram a demissão de Maurizio Arrivabene. O italiano estava no comando da equipe desde 2015, mas não suportou os erros cometidos durante a última temporada.
            Arrivabene tem 61 anos, e fez parte da reestruturação da equipe que passava por um longo jejum de vitórias, no seu lugar entrou Marco Mattiacci.

Foto: Gazeta esportiva 

            Outra novidade vinda da equipe de Maranello é a contratação do piloto alemão Pascal Wehrlein, que fazia parte dos pilotos da Mercedes.
            Wehrlein que este ano faz sua estreia pela Mahindra na formule E, (ele perdeu a primeira etapa por ainda estar vinculado com a equipe Mercedes), já correu dois anos na formula 1, pelas equipes menor e sauber.
            O alemão assume as vagas de Antônio Giovinazzi, que irá correr pela Sauber e de Daniil Kvyat que retornará para a Toro rosso. Com isso Pascal fará jornada dupla durante o ano todo havendo a possibilidade de a equipe italiana contratar outro piloto para ajudá-lo.
            Este ano a Ferrari conta com Charles Leclerc e Sebastian Vettel como seus pilotos titulares.  Vale lembrar que Leclerc vem da academia da Ferrari e tinha como padrinho Jules Bianchi, piloto que faleceu em 2015 e que também pertencia a academia de pilotos da escuderia.


Foto: Gazeta esportiva

PRIMEIRO DIA DO DAKAR

13:12:00 Adicionar Comentários
Foto:ASO/@World/A.Lavadinho Dakar 2018



NO CENTRO DAS ATENÇÕES ...
            Em 2012, o Dakar visitou Pisco pela primeira vez, desde então, tornou-se um dos enclaves "clássicos" da prova no país. Nesta primeira etapa, os pilotos e suas equipes evoluíram para impressionantes seções de dunas durante 70% do especial. Ao norte da região de Ica, está a área geográfica conhecida como "Califórnia".

 O ESPECIAL...
            Joan Barreda virou os cronômetros de cabeça para baixo na etapa inaugural do Dakar, alcançando uma vantagem considerável, tendo em conta a curta distância da corrida especial (84 km). O espanhol tem 1'34 "à frente de seu primeiro adversário, Pablo Quintanilla. É a 23ª vitória do estágio de Barreda no Dakar.

            O argentino Nicolás Cavigliasso também começou forte, com quase quatro minutos de vantagem sobre o seu compatriota Jeremías González Ferioli.       Nos carros, Nasser Al Attiyah se impôs, como no ano passado, no especial Lima-Pisco, apenas superado por Ari Vatanen e Stéphane Peterhansel.             O piloto do Catar vai atacar o segundo estágio com uma vantagem de 1'59 sobre Carlos Sainz.

O DESEMPENHO DO DIA ...

            Depois de uma particularmente frustrante edição de 2018 para o piloto da Honda, Joan Barreda arranca em 2019 da melhor maneira possível. O espanhol continua acrescentando vitórias de etapas, igualando já ao vencedor Hubert Auriol. Com sua vitória do dia, ele também toma as rédeas da classificação geral.

            O azar costuma acompanhar Barreda no Dakar, mas o piloto mostrou mais uma vez que é um dos mais rápidos na pista, marcando diferenças notáveis ​​em distâncias relativamente longa para Xavier de Soultrat, que fecha o top 10 provisório á seis minutos do líder.
            Sébastien Loeb deixou seis minutos em 84 km de pista a frente de Nasser Al-Attiya. Um estágio difícil para o francês, que não corre este Dakar sob as mesmas condições que as três últimas edições. O ex-campeão do WRC nunca se declarou fã de areia e dunas, que será a parte fundamental do percurso em 2019.


NO CENTRO DAS ATENÇÕES ...

            Em 2012, o Dakar visitou Pisco pela primeira vez, desde então, tornou-se um dos enclaves "clássicos" da prova no país. Nesta primeira etapa, os pilotos e suas equipes evoluíram para impressionantes seções de dunas durante 70% do especial. Ao norte da região de Ica, está a área geográfica conhecida como "Califórnia".

OS BRASILEIROS...


            Os brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, venceram o primeiro estágio nesta segunda, que foi de Lima a Pisco. "Isso é muito bom e mostrou que estamos em forma", destacou Gugelmin. "Foi um dia bem prazeroso de andar, com dunas pequenas. Foi um começo bem legal para todo mundo se acostumar com o trajeto", completou Varela.



Informações release site Dakar

Os donos chegaram

21:21:00 1 Comentário
Foto feita por F. Flamand Dakar 2018

Os detentores dos títulos do Dakar passaram meses concentrando-se em seu objetivo. No entanto, nos últimos dias antes da corrida, tem sido o momento ideal para sentar e relaxar ... ou até sair de férias.
Stéphane Peterhansel, por exemplo, aproveitou a oportunidade para ir a uma pausa romântica em Machu Picchu com sua esposa, Andrea, que será correndo de lado a lado (SxS) em seu retorno ao Dakar. Nasser Al-Attiyah, por outro lado, embarcou em uma aventura gastronômica e até aprendeu a fazer ceviche com um dos mais famosos chefs de Lima. Sébastien Loeb, sempre à procura de uma dose de adrenalina, culminou o seu treino com um desafio ao volante do seu Peugeot 3008, indo cabeça-a-cabeça com um avião.
O duelo esperado entre Mini e Toyota, com o nove vezes campeão mundial de rali e seu Peugeot tentando pescar em águas turbulentas, foi a conversa da cidade na Base Aérea de Las Palmas. Por enquanto, os protagonistas se contentam em rejeitar a pressão. Sobre seu buggy, enquanto Nasser Al-Attiyah, amplamente aclamado como o melhor surfista de dunas do mundo, tenta minimizar as expectativas, salientando que "precisamos estar realmente focados e não perder tempo com a navegação".
            Os favoritos para ganhar a corrida de motos também estão protegendo suas apostas, especialmente Toby Price, que ainda sente "um pouco de dor "depois de quebrar a clavícula direita, enquanto treinava há algumas semanas.          O vencedor australiano da corrida de 2016 está longe de ser o único que a KTM tem que jogar em seu esforço para ampliar seu domínio no Rally, com Sam Sunderland e Matthias Walkner se sentem tão fortes quanto nas duas últimas edições. No entanto, eles estão bem conscientes da ameaça das motos azuis da Yamaha, cujo líder, Adrien Van Beveren, é visto como o principal rival da KTM. "Eu vejo isso como algo positivo", diz o piloto francês. "Isso é o que eu tenho trabalhado para tentar ganhar. Se as pessoas pensam que eu tenho o que é preciso, significa que estou exatamente onde quero estar.
            Sua impecável lógica traz esperança para o clã Yamaha, que também está colocando em campo pilotos como Xavier de Soultrait e Franco Caimi.      
                 



Informações release site Dakar

Fórmula 1

Entrevistas

Coluna do Ricci